Petição Pública Brasil Logotipo
Ver Abaixo-Assinado Apoie este Abaixo-Assinado. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Abaixo-assinado para levar ao Palácio do Planalto as demandas não cumpridas do Plano de Desenvolvimento Territorial Sustentável do Arquipélago do Marajó. (PDTSAM)

Para: Presidente da República Federativa do Brasil

A Fundação VILLAS-BÔAS – INSTITUTO ECONÔMICO SOCIAL E SUSTENTAVEL DO BRASIL chama o povo brasileiro para levar ao Palácio do Planalto as demandas não cumpridas do Plano de Desenvolvimento Territorial Sustentável do Arquipélago do Marajó. (PDTSAM)


Decretos bem elaborados com várias articulações, mas que nunca saíram do papel.

Por que, Vossa Excelência Senhora Presidenta Dilma Rousseff?


Gostaríamos de manifestar o nosso amor pelo nosso país. Mas como?

O Arquipélago do Marajó é uma das regiões mais belas do território brasileiro, mas possui o pior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Estado do Pará.


Esse Plano poderia mudar a vida de muitas pessoas e promover a sustentabilidade desse arquipélago, através da injeção do prometido 2 bilhões de reais em todo seu território. Nada foi feito, não é? - Mas o governo gastará mais do que 30 bilhões com a Usina de Belo Monte e mais de 40 bilhões de reais nas Olimpíadas do Rio de janeiro. Para a Copa no Brasil, estimativas falam em mais de 80 bilhões de reais, que o país honrará não é?


Senhora Presidente, seria tão difícil destinar um montante insignificante diante deste destinado a essas obras faraônicas para fazer algo certo e significativo como o PDTSAM? Por que não honrar o que fora prometido?


O Decreto presidencial de criação do plano (julho/2006) foi assinado por 18 instituições federais, dentre elas 12 ministérios e 20 instituições da alçada estadual, sendo 18 secretarias de Estado.


Todo o Arquipélago seria beneficiado, 190 ações de suma importância estariam sendo realizadas se os recursos fossem liberados.


O Arquipélago do Marajó hoje sofre com surtos de malária, prostituição infantil, tráfico humano, tráfico de drogas, falta de estrutura em serviços básicos como saúde, saneamento básico (praticamente inexistentes), difícil acesso a água potável e educação, resultando num engessamento ambiental, social e econômico dessas populações.


O que falta para esses projetos serem executados? Eleições? Simplificar a burocracia dos processos? Ou vontade política séria?


A área do PDTSAM compreende 16 municípios do Marajó: Cachoeira do Arari, Chaves, Muaná, Ponta de Pedras, Salvaterra, Santa Cruz do Arari, Soure, Afuá, Anajás, Breves, Curralinho, São Sebastião da Boa Vista, Bagre, Gurupá, Melgaço e Portel o que equivale a uma extensão territorial de 104.140 km². O produto interno bruto (PIB) do Marajó é igual a R$ 2.264, sendo inferior a média do estado. A média do Pará é de R$ 4.992.


Todas as cidades possuem outros problemas, além do PIB baixo, como, por exemplo, a cidade de Breves, onde o Senhor ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva esteve anunciando o Plano.


Nessa cidade, estima-se 10.000 desempregados devido ao fechamento de algumas fábricas, já que seus projetos de manejo foram bloqueados pelas novas Leis Ambientais, como a extração de palmitos. Falta de planejamento? Isso sem mencionar as mais longínquas comunidades dos centros urbanos desse arquipélago, totalmente abandonados.


Repudiamos o descaso dos governantes e conclamamos todos os brasileiros comprometidos com a democracia, com os direitos humanos, com o progresso social e a sustentabilidade e com a construção de um país mais solidário e fraterno a se mobilizarem para que possamos levar nosso manifesto ao Palácio do Planalto e lutar por um Marajó desenvolvido e visível aos olhos do Brasil.

Fonte:
"PLANO DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL SUSTENTÁVEL DO ARQUIPELAGO DO MARAJÓ".
(http://www.integracao.gov.br/c/document_library/get_file?uuid=9408a880-6ec0-4be0-9cb7-feb01c4a6256&groupId=24915 )


Fonte: Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó (AMAM)
( http://www.amam-marajo.org/noticia_detalhes.asp?codigo=439 )


Fonte: Belo Monte:
(http://oglobo.globo.com/ece_incoming/o-custo-de-belo-monte-2901172).


Fonte Olimpíadas do Rio de Janeiro:
(http://www.portal2014.org.br/noticias/7676/CUSTO+DA+OLIMPIADA+DO+RIO+QUASE+DUPLICA+EM+DOIS+ANOS.html).


Fonte Copa 2014:
http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/06/29/copa-no-brasil-podera-ser-mais-cara-do-que-todas-as-outras-juntas.htm



Meus Amigos,

Acabei de ler e assinar este abaixo-assinado online:


Você conhece os projetos da Fundação VILLAS-BÔAS? Quer ajudar? Entre no portal, conheça a Fundação, seus projetos, sua missão e colabore com doações e/ ou voluntariado para concretizá-los.


Declare conosco:


«APÓIO AS AÇÕES DA FUNDAÇÃO VILLAS-BÔAS E QUERO QUE TODOS AJUDEM A EXPEDIÇÃO VILLAS-BÔAS A MOSTRAR O BRASIL QUE POUCOS BRASILEIROS CONHECEM, www.expedicaovillasboas.com.br. »



Eu concordo com este abaixo-assinado.


Assinam os signatários.




Qual a sua opinião?

O atual abaixo-assinado encontra-se alojado no site Petição Publica Brasil que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Brasileiros apoiarem as causas em que acreditam e criarem abaixos-assinados online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor do Abaixo-Assinado poderá fazê-lo através do seguinte link Contatar Autor
Já Assinaram
709 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine o Abaixo-Assinado.

Outros Abaixo-Assinados que podem interessar