Petição Pública Brasil Logotipo
Ver Abaixo-Assinado Razões para assinar. O que dizem outros assinantes.
A opinião e razões dos signatários do Abaixo-Assinado: MANIFESTO DE APOIO À BIBLIOTECÁRIA ATIVISTA DAS BIBLIOTECAS PRISIONAIS, CATIA LINDEMANN, para CONSELHO FEDERAL DE BIBLIOTECONOMIA

Nome Comentário
Ellen P. Todo meu apoio a Cátia e seu trabalho que deveria ser reconhecido pelo conselho e não processado.
Leda S. Fico feliz em apoiar
Paulo S. É bom que este abaixo assinado seja visto, ouvido, e COMPREENDIDO.
Mayara C. Meu total repúdio quanto a essa tentativa de silenciamento a uma das profissionais mais atuantes da Biblioteconomia hoje. O trabalho da Cátia é inspirador e deveria ser respeitado ao máximo. Um absurdo estar sendo processada por ter feito uma crítica justa!
GILDA Q. Todo o apoio a Catia Lindemann. Há necessidade de diálogo. Os conselheiros já ouviram a voz da categoria que julgou que o agravo ao CFB não foi tão grave. E é isto que interessa. Este processo, portanto, tem que ser parado e revertido – sem que se apresentem argumentos burocráticos como impeditivos. Que a diplomacia entre em cena. Pelo respeito que também tenho pelos que estão propondo a punição a Catia, proponho que ouçam nossas vozes. E, por último, peço que se mantenha a colega em sua posição de representante dos bibliotecários na CNJ - por sua luta e por seu notório saber.
MARIA R. falta de diálogo com a profissional que está desempregada.
Tamires F. Todo apoio à Catia!
Allan R. Uma vergonha passarmos por isso!
Cristiane . Eu concordo
Elisangela . Essa é uma forma de contribuir para a proteção da nossa liberdade de expressão. Situações como essas de querer calar e paralisar aqueles que lutam por justiça social, abrirá precedentes para que nenhuma pessoa, independente da sua categoria profissional ou classe social, possa se expressar. A partir do momento que não pudermos nos expressar, perderemos a única arma que temos para lutar por nossos direitos e pelos direitos daqueles que julgarmos mais vulneráveis e menos favorecidos. Vamos lutar para que nossa liberdade de expressão seja respeitada dentro de uma democracia na qual muitos vêm lutando há séculos para que, hoje, possamos usá-la em nosso favor e em favor do outro.
Cecilia . INACEITÁVEL! Mostra bem quem são estes conselhos e que a última coisa que fazem é servir aos associados
Cleverton L. Que trabalho maravilhoso, encantador. Muito tempo dedicado a uma atividade que muitos ignoarriam ( e sei bem pois trabalho como agente penitenciario no MS) feito com excelência, de forma linda!! Merece homenagem e não ataque. Parabéns Catia
Alyson S. TOTAL APOIO à Catia Lindemann, uma profissional incrível e excepcional, que é orgulho para a profissão e pra as Bibliotecas Prisionais, que luta a muito tempo pela causa. ??
Melissa S. Cátia você não está sozinha. Muita força!!!!
Francisco S. Penso que o relato dos fatos aponta para uma atitude exagerada de parte do Conselho Federal de Biblioteconomia. Não me parece que esse tipo de ação serve para engrandecer a profissão. Talvez tenha efeito contrário.
Thaís B. Apoio
Max G. Um absurdo o que estão fazendo com essa profissional.
Cecilia . Assino com prazer. Estes conselhos engessados por regras não ajudam e muita vez prejudicam o profissional de biblioteconomia.
Romicarla M. Parabéns pelo trabalho Catia!!!
Fabiana D. Quando a falta de diálogo e comunicação clara , o não entendimento e a vaidade humana se misturam, acontecem fatos como esse aqui. A área social, hoje mais do que nunca é uma área onde se precisa de pessoas que trabalhem juntas, não importa a função e a quantidade de 'estrelinha no crachá". Se não fosse pela Cátia, não se falaria em biblios prisionais no Brasil, afinal, coincidência ou não , essa área da Biblioteconomia só começou a "nascer/ renascer" após a SUA prática, que faz a teoria de todos que estudam hoje Bib. prisional, começar a ser amplamente divulgada e conhecida pelo RS, Brasil, América Latina, Canadá, Europa. Em Rio Grande, cidade onde mora e onde fez a graduação em Biblioteconomia, seu ativismo transparente e totalmente verdadeiro era bem conhecido pelas pessoas que valorizam o ser humano, pois o trabalho dela tem a ver com Humanidade. Ela pratica o" cunho humanístico" da profissão. Espero que essa situação se resolva como deveria ter sido o tempo todo. Com conversa, diálogo, e não punição.

Assinaram o abaixo-assinado
471 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine o Abaixo-Assinado.



Ler texto do Abaixo-Assinado