Petição Pública Brasil Logotipo
Ver Abaixo-Assinado Apoie este Abaixo-Assinado. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

GOLDEN RULE & UNITED NATIONS / REGRA ÁUREA & ONU

Para: mbborgesmb@yahoo.com.br; rmarques2807@hotmail.com; sandraleesherer@hotmail.com; elielzacunha@gmail.com

*DESEJAMOS QUE A REGRA ÁUREA SEJA ADOTADA FORMALMENTE PELAS NAÇÕES UNIDAS COMO REFERÊNCIA PRIMEIRA PARA O RELACIONAMENTO INTERNACIONAL.*

=============




"Na antiguidade, todos os povos receberam a lei de ouro da magnanimidade do Cristo. Com o Mestre, todavia, a Regra Áurea é a novidade divina, porque Jesus a ensinou e exemplificou..."
________________________________________
A REGRA ÁUREA
Emmanuel / Francisco Cândido Xavier



“Amarás o teu próximo como a ti mesmo.” — Jesus. (Mateus, cap. 22, v. 39.)

Incontestavelmente, muitos séculos antes da vinda do Cristo, já era ensinada no mundo a Regra Áurea, trazida por embaixadores de sua sabedoria e misericórdia. Importa esclarecer, todavia, que semelhante princípio era transmitido com maior ou menor exemplificação de seus expositores.
Diziam os gregos: “Não façais ao próximo o que não desejais receber dele.”
Afirmavam os persas: “Fazei como quereis que se vos faça.”
Declaravam os chineses: “O que não desejais para vós, não façais a outrem.”
Recomendavam os egípcios: “Deixai passar aquele que fez aos outros o que desejava para si.”
Doutrinavam os hebreus: “O que não quiserdes para vós, não desejeis para o próximo.”
Insistiam os romanos: “A lei gravada nos corações humanos é amar os membros da sociedade como a si mesmo.”
Na antiguidade, todos os povos receberam a lei de ouro da magnanimidade do Cristo. Profetas, administradores, juízes e filósofos, porém, procederam como instrumentos mais ou menos identificados com a inspiração dos planos mais altos da vida. Suas figuras apagaram-se no recinto dos templos iniciáticos ou confundiram-se na tela do tempo em vista de seus testemunhos fragmentários.
Com o Mestre, todavia, a Regra Áurea é a novidade divina, porque Jesus a ensinou e exemplificou, não com virtudes parciais, mas em plenitude de trabalho, abnegação e amor, à claridade das praças públicas, revelando-se aos olhos da Humanidade inteira.

(Do livro "Caminho, Verdade e Vida", Emmanuel, Francisco Cândido Xavier)
NOTA: O link abaixo contém a relação de livros publicados por Chico Xavier e suas respectivas editoras:
http://www.institutoandreluiz.org/chicoxavier_rel_livros.html


4. “Amar o próximo como a si mesmo: fazer pelos outros o que quereríamos que os outros fizessem por nós”, é a expressão mais completa da caridade, porque resume todos os deveres do homem para com o próximo. Não podemos encontrar guia mais seguro, a tal respeito, que tomar para padrão, do que devemos fazer aos outros, aquilo que para nós desejamos. Com que direito (mérito?) exigiríamos dos nossos semelhantes melhor proceder, mais indulgência, mais benevolência e devotamento para conosco, do que os temos para com eles? A prática dessas máximas tende à destruição do egoísmo.

Quando as adotarem para regra de conduta e para base de suas instituições , os homens compreenderão a verdadeira fraternidade e farão que entre eles reinem a paz e a justiça. Não mais haverá ódios, nem dissensões, mas tão somente união, concórdia e benevolência mútua.

Extraído do livro O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO, Cap. XI. Por Espíritos Diversos e Allan Kardec.
=============

Verificamos que fazendo o bem ao próximo, fazemos bem a nós mesmos. Se fizermos o mal também o fazemos a nós mesmos. Que preferimos receber, o mal ou o bem?
Porque as nossas instituições públicas ainda não as adotaram? Por que as instituições internacionais (ONU, etc.) ainda não as adotaram? Quantos conflitos seriam evitados? Estas obras são de 1950 e 1864, respectivamente.

Alguns consultores que prestam serviço a instituições públicas enfatizam a importância dessa regra para o setor público à sua classe dirigente. Porém, sem fazer referência às obras de FCX e Allan Kardec.

=================

* WE DESIRE THAT THE GOLDEN RULE WILL BE FORMALLY ADOPTED BY THE UNITED NATIONS AS A FIRST REFERENCE FOR INTERNATIONAL RELATIONSHIP. *

==========================

"In ancient times, all peoples received the golden law of the magnanimity of Christ. With the Master, however, the Golden Rule is the divine novelty because Jesus taught it and exemplified it ..."
________________________________________
THE GOLDEN RULE

Emmanuel / Francisco Cândido Xavier

"Thou shalt love thy neighbor as thyself." - Jesus. (Matthew, chapter 22, v. 39)

Unquestionably, many centuries before the coming of Christ, the Golden Rule was already taught in the world, brought by ambassadors of his wisdom and mercy. It should be clarified, however, that this principle was transmitted with more or less exemplification of its exhibitors.
The Greeks said, "Do not do to others what you do not wish to receive from them."
The Persians said, "Do as you will be done to you."
The Chinese said, "Do not do what you do not want to do to others."
The Egyptians recommended: "Let him pass who has done to others as he wished for himself."
The Hebrews wrote: "Whatever you do not want to you, do not desire it for the neighbor."
The Romans insisted: "The law engraved on human hearts is to love the members of society as oneself."
In antiquity, all peoples received the golden law of Christ's magnanimity. Prophets, administrators, judges, and philosophers, however, proceeded as instruments more or less identified with the inspiration of the highest planes of life. His figures were extinguished in the precincts of initiatic temples or confused on the screen of time in view of their fragmentary testimony.
With the Master, however, the Golden Rule is the divine novelty, because Jesus taught and exemplified it, not with partial virtues, but in the fullness of work, self-denial and love, in the clarity of the public squares, revealing itself in the eyes of all Humanity .

(From the book "Way, Truth and Life", Emmanuel, Francisco Cândido Xavier)

NOTE: The link below contains the list of books published by Chico Xavier and their respective publishers:
http://www.institutoandreluiz.org/chicoxavier_rel_livros.html

* * *

4. "To love our neighbor as ourselves: to do for others what we would have others do for us," is the most complete expression of charity, because it sums up all the duties of man towards his neighbor. We can not find a safer guide in this respect than to take by default what we should do to others, what we desire. By what right (merit?) would we require of our fellow men better conduct, more indulgence, more benevolence, and devotion to us than we have to them? The practice of these maxims tends to the destruction of selfishness.

When they adopt them for a rule of conduct and for the basis of their institutions, men will understand true brotherhood and make peace and justice reign among them. There will be no more hatred, no dissension, but only union, concord and mutual benevolence.


Extracted from the book THE GOSPEL ACCORDING TO SPIRITISM, Chapter XI. By Various Spirits and Allan Kardec.

======================
We find that by doing good to others, we do good to ourselves. If we do evil to others, we do it to ourselves. What do we prefer to receive, evil or good?

Why have not our public institutions adopted them yet? Why have international institutions (UN, etc.) not yet adopted them? How many conflicts would be avoided? These books are from 1950 and 1864, respectively.

Some consultants who serve public institutions emphasize the importance of this rule for the public sector to its ruling class. However, without reference to the works of FCX and Allan Kardec.





Qual a sua opinião?

O atual abaixo-assinado encontra-se alojado no site Petição Publica Brasil que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Brasileiros apoiarem as causas em que acreditam e criarem abaixos-assinados online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor do Abaixo-Assinado poderá fazê-lo através do seguinte link Contatar Autor
Já Assinaram
7 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine o Abaixo-Assinado.

Outros Abaixo-Assinados que podem interessar