Petição Pública Brasil Logotipo
Ver Abaixo-Assinado Apoie este Abaixo-Assinado. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

Contra a reforma da Previdência de Bolsonaro

Para: Rodrigo Maia, presidente da Câmara; Congresso Nacional

COM A REFORMA DA PREVIDÊNCIA DO BOLSONARO VOCÊ NÃO VAI SE APOSENTAR

A proposta do governo não combate as desigualdades, nem os privilégios. Ataca os mais pobres!

NÃO É REFORMA. É O FIM DO DIREITO À APOSENTADORIA!

Bolsonaro mente quando diz que a Reforma da Previdência é necessária para o país e que as mudanças serão boas para os trabalhadores. Ao contrário, a proposta dele é ainda mais dura que a do governo Temer e traz vários ataques.

O que Bolsonaro chama de “Nova Previdência” e de “reforma”, na verdade, é a destruição do direito à aposentadoria e da Previdência Social no país.

Não aceitaremos qualquer proposta que retire, diminua ou flexibilize os direitos assegurados pela Seguridade Social!

Só a mobilização pode defender as aposentadorias e a Previdência.
Bolsonaro diz que essas medidas são necessárias porque a Previdência Social está quebrada e com a reforma pode economizar R$ 1 trilhão em 10 anos. Isso é mentira!

A Previdência não está quebrada. Eles querem economizar colocando a conta nas costas do trabalhador e dos mais pobres.

Os recursos financeiros da Previdência Social vêm sendo desviados há décadas. Quando o governo desonera uma empresa, ele está desviando. Quando o governo isenta um setor, ele está desviando o dinheiro dos cofres do INSS.

Os empresários também metem a mão no dinheiro do INSS quando sonegam, embolsam o que foi descontado do seu salário ao invés de contribuir com o INSS.

Somente a sonegação chega a R$ 450 bilhões - mais que o dobro do suposto rombo nas contas da Previdência em 2018.

ATAQUE ÀS MULHERES
As professoras do setor público terão de trabalhar mais dez anos e contribuir mais para se aposentar com benefício parcial.

Hoje, elas se aposentam com 50 anos de idade e 25 anos de contribuição. O governo quer que se aposentem com 60 anos e 30 anos de contribuição.

O governo também quer aumentar a idade mínima de aposentadoria das trabalhadoras rurais de 55 anos para 60 anos de idade e o tempo de contribuição de 15 para 20 anos.

GOVERNO QUER METER A MÃO NO ABONO SALARIAL

O governo quer pagar o abono salarial do PIS/Pasep apenas para quem ganha até um salário mínimo. Hoje, todos que ganham até dois salários mínimos recebem o benefício. Com a reforma, 23 milhões de trabalhadores perderão esse direito. É mais desigualdade! É mais pobreza!

BENEFÍCIO DE PRESTAÇÃO CONTINUADA
O governo reduz o valor da pensão por morte e do Benefício de Prestação Continuada (BPC) pago a idosos pobres.

O BPC cairia de um salário mínimo para R$ 400 e seria pago aos idosos em condição de miséria a partir dos 60 anos. Para receber o valor integral, o idoso terá de ter 70 anos, cinco anos a mais do que é exigido hoje.

MILITARES MANTÊM PRIVILÉGIOS
Para os militares, a aposentadoria continua bem facilitada. Por exemplo, não tem idade mínima e o benefício continuará equivalente a 100% ao salário da ativa.

A reforma tem até plano de carreira que prevê aumentos salariais e benefícios generosos para a alta cúpula militar. Assim, é fácil né?

PRIVATIZAÇÃO DA PREVIDÊNCIA

Se a PEC for aprovada, a Previdência vai ser privatizada e o dinheiro será transferido para os bancos.
É disso que se trata o regime de capitalização que o governo pretende criar e que obriga o trabalhador a abrir uma conta, pagar taxas de administração e depositar todo mês para se aposentar. E tudo sozinho. O patrão e o governo não vão mais contribuir.

Onde esse sistema foi adotado, os aposentados viram os benefícios reduzirem a valores miseráveis ou sofreram calote.

Quem já é aposentado também vai sofrer, pois essa mudança levará à falência da atual Previdência pública e no futuro nem os atuais benefícios estarão garantidos.




Qual a sua opinião?

O atual abaixo-assinado encontra-se alojado no site Petição Publica Brasil que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Brasileiros apoiarem as causas em que acreditam e criarem abaixos-assinados online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor do Abaixo-Assinado poderá fazê-lo através do seguinte link Contatar Autor
Já Assinaram
2 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine o Abaixo-Assinado.

Outros Abaixo-Assinados que podem interessar