Petição Pública Brasil Logotipo
Ver Abaixo-Assinado Apoie este Abaixo-Assinado. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

INICIATIVA DOS MORADORES DO BAIRRO EMBARÉ PELA NOMEAÇÃO DO PARQUINHO PÚBLICO DO EMBARÉ AVÓ ELZA (ELZA TAVARES ANTÓNIO)

Para: Câmara Municipal de Santos e Prefeitura Municipal de Santos

Nos termos da iniciativa popular, os cidadãos brasileiros abaixo-assinados declaram que subscrevem a Iniciativa DOS MORADORES DO BAIRRO EMBARÉ PELA NOMEAÇÃO DO “PARQUINHO PÚBLICO DO EMBARÉ AVÓ ELZA (ELZA TAVARES ANTÓNIO)”, que, visando a homenagem a uma querida moradora do bairro Embaré - Santos/SP, tem por objeto a atribuição do nome Avó Elza (Elza Tavares António), ao parquinho público Embaré. Vamos honrar a sua memória, vamos honrar a sua história que está, e estará sempre presente em nós. A avó Elza era a pessoa que agregava todos nós, e com amor e carinho fazia o nosso bairro ser mais unido, como uma família. Nos termos da lei, constituiu-se uma comissão representativa dos subscritores integrada por: José Gabriel de Oliveira Andrade Junior (Professor), Maryssol Tavares António de Oliveira Andrade (Administradora), Juliana Soléo da Silva Faria (Administradora - Líder Comunitária) Debora Gonçalves Fernandes Costa (Administradora - Líder Comunitária).

1. Cada pessoa só deve assinar uma única vez. E só o podem fazer maiores de 18 anos.
2. Assinaturas abertas até o dia 31 de março de 2021.
3. As dúvidas podem ser esclarecidas preferencialmente através do e-mail mary21757@gmail.com.
4. O Abaixo-Assinado impresso está disponível para toda a população. Procure um membro da Comissão e tire suas dúvidas.

Biografia
Elza Tavares António nasceu em Santos, no dia 22 de janeiro de 1933. O centro de Santos, na rua São Francisco foi onde nasceu e cresceu. Filha de imigrantes portugueses vindos da Beira Interior, aprendeu cedo o valor do trabalho e a amabilidade aos próximos. Contribuíram de forma silenciosa para o crescimento e desenvolvimento do comércio e da hotelaria de Santos, na receção de novos migrantes e na convivência amável e carinhosa com a comunidade do centro. Estudou na Escola Portuguesa de Santos com seus irmãos António Tavares e José Tavares. Juntos completaram toda a formação básica e profissional. Foi aqui que esses santistas aprenderam a ler e a escrever, os primeiros em gerações e gerações portuguesas. Elza Tavares depois da escola primária participou nas Cruzadas das Senhoras Católicas onde aprendeu a arte da costura e dos bordados. Foi paroquiana da Catedral de Santos. Aprendeu com seu pai José Tavares que o "nosso lar é em Santos, terra que nos acolheu e que amamos”. A Santos que amou e cultivou até o último momento de vida foi ensinada para os seus filhos, netos, bisnetos e enteados que agregou à sua família. Sua mãe Laudelina Rodrigues Tavares foi eximia profissional e líder matriarcal na gestão da hotelaria e no cultivo pelos amigos. Elza Tavares teve amigos santistas filhos de italianos, espanhóis, alemães e teve amigos que já estavam no Brasil antes da chegada desses imigrantes. Aprendeu e ensinou que o racismo, preconceito e a intolerância são os piores da humanidade. Ensinou a agregar, mais que tolerar. Elza Tavares teve uma infância e adolescência feliz, ajudando os pais nos afazeres da casa e na manutenção e auxilio da hotelaria. Conheceu seu marido a servir o almoço no restaurante de seus pais. Amor à primeira-vista. Casou no dia 10 de maio de 1952, com Armando António, na Catedral de Santos onde também foi batizada. Ele também santista, filho de portugueses, nascido no dia 27 de setembro de 1929. Na lua de mel fizeram uma grande viagem (até Poços de Caldas) e rapidamente voltaram para Santos. Para trabalhar e constituir a família santista tão sonhada. Tiveram dois filhos. Elza Tavares António sempre atenta à educação dos filhos partilhava com a comunidade a importância da educação e formação de crianças e jovens. Com o carinho que se apresentava oferecia um abraço amigo para toda vizinhança, primeiro no Centro de Santos, depois Boqueirão onde viveram por mais de 20 anos e finalmente no bairro do Embaré. Enquanto seu marido também contribuía com o desenvolvimento do comercio local, Elza Tavares António estava dedicada à casa e à comunidade. Os anos 90 ficam marcados pela mudança para o bairro do Embaré. Neste bairro participou ativamente da sociedade santista. Até ao último dia de vida esteve disponível para toda a comunidade do bairro. Tomou conta das crianças, ofereceu café e comida e copos de gelo. Mas antes de tudo ofereceu muito carinho, atenção e lembrava sempre nas suas palavras a importância da formação e educação dos mais novos. Foi paroquiana da Igreja de São Benedito e da Aparecida, ampliando a participação ativa para o bom viver em comunidade. Um sorriso amigo, um bom dia, boa tarde e boa noite era sempre uma constante. Seus vizinhos dizem que a “Dona Elza esteve sempre disposta a oferecer a sua atenção para todos”. Com as crianças do bairro tinha um carinho especial. Tornou-se a Avó Elza. Com seus netos inauguram, na década de 90, o Parquinho Público do Embaré. Para a avó Elza este parquinho era um espaço de convivência amigável. Faleceu neste bairro no dia 18 de janeiro de 2021. Pelo exemplo de cidadania ativa, pelo bom viver e respeito pelo outro, pelo bom nome construído na comunidade Santista, pelo exemplo para às gerações futuras, propomos à Câmara Municipal de Santos e á Prefeitura Municipal de Santos que o Parquinho Publico do Embaré receba o nome de Parquinho Público do Embaré Avó Elza (Elza Tavares António).

Embaré, Santos, 13 de março de 2021.





Qual a sua opinião?

O atual abaixo-assinado encontra-se alojado no site Petição Publica Brasil que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Brasileiros apoiarem as causas em que acreditam e criarem abaixos-assinados online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor do Abaixo-Assinado poderá fazê-lo através do seguinte link Contatar Autor
Já Assinaram
152 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine o Abaixo-Assinado.

Outros Abaixo-Assinados que podem interessar