Petição Pública Brasil Logotipo
Ver Abaixo-Assinado Apoie este Abaixo-Assinado. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

IGUALDADE, DIREITO A JAZIGO DIGNO, RESPEITO A DOR DO PROXIMO, RELIGIAO E SUAS CRENCAS.

Para: Exma. Sr. Presidente da Câmara de Vereadores, Excelentíssimo Senhor Miguel Vaz, Prefeito do Município de Lucas do Rio Verde e ao EXCELENTÍSSIMO SENHOR PROMOTOR DE JUSTIÇA de Lucas do Rio Verde.

Exma. Sr. Presidente da Câmara de Vereadores, Excelentíssimo Senhor Miguel Vaz, Prefeito do Município de Lucas do Rio Verde e ao EXCELENTÍSSIMO SENHOR PROMOTOR DE JUSTIÇA de Lucas do Rio Verde.

Vimos através desta solicitar mudanças no Decreto 4118/2018.

Pois o que temos hoje no cemitério e contrario ao Decreto, e a forma como este está sendo usado esta errônea e abusiva.

Demonstro abaixo nossa indignação, nosso sentimento do que temos hoje no cemitério, e do que desejamos.
• Sentimento de desigualdade Social, onde de um lado pode tudo e do outro nem flores, onde nossa vontade não e perguntada ou levada em questão, total desrespeito e MENOSPREZO, sem direito a reclamar, pois somos tratados com total falta de RESPEITO com a nossa dor, sem EMPATIA. Sem direito a escolhas, pois se trata do único cemitério da cidade, onde o valor pago por todos e igual, mais as construções são diferentes, onde uns podem tudo e os outros nada. Basta visita-lo para ver a diferença.

• "Pessoas falam" que quando morremos seremos TODOS IGUAIS, mais aqui em Lucas do Rio Verde – MT, isso não existe, pois enquanto para uns e outros se constroem monumentos, grandes mausoléus, para os pobres só resta apenas um quadrado de terra que vem apenas com uma placa de identificação em cima de uma pedra de cimento de 30x40, conforme decreto, COMO SE FOSSEMOS APENAS NÚMEROS E ESTATÍSTICAS.

• Jazigos do lado pobre sendo retirados sem notificação, sendo jogado no lixo, jazigo este que representa um familiar, que por muitas vezes estes familiares parcelam para poder pagar, (pois não são baratos em média 2.500 para mais), para que seu ente querido pudesse mesmo em morte ter seu lugar, sua casa a ser visitada, estes foram retirados sem notificação e em total falta de respeito com seus familiares, quebrados e jogados em lixo junto com os pertences ali deixado em confiança ao local.

• Falam em túmulos abandonados no cemitério, mas como as pessoas podem não abandonar, se encontram obstáculos da prefeitura para poder mantê-lo, se o seu sentimento de dor, não e respeitado, se você seu ente querido e tratado com falta de respeito, opressão, Pessoas idosas que vão ao cemitério estão em estado de humilhação pelo Município, ao ter que ficar agachada ao lado de uma pedra tentando acender uma vela, não ter sua crença e sua vontade respeitada nem mesmo na morte. E ao procurarmos mudança somos recebidos com arrogância nas palavras do Secretário de planejamento de cidade; ao ser questionado sobre cresça e que se a pessoa idosa fosse a mãe dele onde está sentia a necessidade de ir ao cemitério em sua dor mais profunda acender velas, para um filho e rezar por ele. Este respondeu: “Eu ensinaria a minha mãe que ela pode acender vela em qualquer lugar, e que ela deveria aprender a ler decreto e respeitar a lei” Parabéns Secretario, espero que você e nem sua família passe por isso e que um dia você tenha mais empatia com o próximo.

• Na Prefeitura ao perguntar sobre não poder acender velas esta justifica que vela queima grama, esta que é paga por nós, QUEIMA PELA intransigência, por que não nos permite fazer jazigos com local para vela ou mesmo uma capela, nós forçando a acender vela em tijolos ou na pedra que serve de jazigo, não pode deixar flores por que da Dengue, estas são retiradas, mais só do lado pobre, pois dengue só da do lado pobre. Deixa eu contar uma coisa, a pessoa que perdeu alguém sente alivio para sua dor ao visitar o tumulo de seu ente querido e mantê-lo bonito, não e legal obrigar um coração enlutado, acender velas em tijolos que temos que procurar no lixo, ou mesmo ficar sob o sol escaldante, protegendo a vela do vento, aguardando ela se queimar, devido a prepotência do secretário de planejamento de cidade, que não está nem ai para a dor dos outros ou mesmo tem respeito ao próximo, por que esta não e a dor dele.

• Queremos ser tratados como gente, seres humanos com sentimentos, queremos respeito, empatia. A religiosidade não está só na hora do dizimo, nas festas ou na hora da foto para publicação, está nas atitudes, não somos somente números somos pessoas com convicções, crenças e sentimentos, com familiares que sentem dor e querem respeito e dignidade para aqueles que partiram e deixou saudades imensuráveis.

• Queremos liberdade de cresça, queremos o direito a acender velas a nossos entes queridos ou mesmo ver seu tumulo enfeitado por flores, em um cemitério que leva o Nome de “Cemitério Jardim”, mas que não e permitido Flores, fiquei sem entender, jardim sem flores??? Qual o conceito disso, demagogia política? Estão realmente se importando com nossos sentimentos?? OU NESTE MOMENTO SOMOS SOMENTE NÚMEROS, E SÓ PASSAREMOS A SER PESSOAS QUANDO HOUVER ELEIÇÕES.

• Quero lembrar ainda que: HOJE em LRV-MT - são 158 FAMÍLIAS ENLUTADAS PELA COVID - estas que não puderam ter velórios que não puderam se despedir, ver, velar seus entes queridos devido a PANDEMIA, ocasionando com isso O LUTO COMPLICADO, onde você precisa acreditar em tudo que está acontecendo, mais não consegue aceitar pois não teve uma despedida, e como explicar a uma criança que seu pai não vai mais voltar pois está morto, mais a criança não viu ele partir, não consegue entender, se tornando tudo mais difícil, dolorido, triste e sem explicação e de difícil aceitação.

• E devo dizer que não importa a RELIGIÃO todos somo IGUAIS perante DEUS. É a manifestação da fé, individual ou coletiva, é o que ser humano possui de mais sagrado, e deve ser preservada sempre. Falamos em e DEMOCRACIA, mais neste cemitério esta sendo praticado uma DITADURA por parte de seus responsáveis administrativos.

• “Sabemos que a vida é o bem mais importante de todo ser humano, mas para que a vida atenda aos nossos anseios, devemos vive-la com dignidade e respeito”

Queremos IGUALDADE, poder dar um JAZIGO, mesmo que pequeno mais com CAPELA, onde ali possamos acender velas, colocar flores, poder visita-los com o coração partido, mas com respeito e dignidade, pois ali está uma pessoa falecida, MAS NÃO ESQUECIDA E MUITA AMADA PELOS SEUS FAMILIARES.

Solito a Todos que ASSINEM e nos ajudem a fazer mudancas, pois JUNTOS SOMOS mais fortes, grata!





Qual a sua opinião?

O atual abaixo-assinado encontra-se alojado no site Petição Publica Brasil que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Brasileiros apoiarem as causas em que acreditam e criarem abaixos-assinados online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor do Abaixo-Assinado poderá fazê-lo através do seguinte link Contatar Autor
Já Assinaram
55 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine o Abaixo-Assinado.

Outros Abaixo-Assinados que podem interessar