Petição Pública Brasil Logotipo
Ver Abaixo-Assinado Apoie este Abaixo-Assinado. Assine e divulgue. O seu apoio é muito importante.

PELA VOLTA DA SEDE DO REMO À PAMPULHA

Para: EXMO. SR. MÁRCIO LACERDA, PREFEITO DE BELO HORIZONTE

Exmo. Sr. Prefeito Márcio Lacerda,

nós, pessoas físicas e jurídicas abaixo-assinadas, vimos mui respeitosamente apresentar à V.Exa. esta petição, que pretende a devolução de imóvel de propriedade da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte (PBH) - sito na Avenida Otacílio Negrão de Lima, 17946, Pampulha, nesta capital - à condição de Sede do Remo belo-horizontino, função que por quase 60 anos aquela construção cumpriu.

Acreditamos que, diante da recente honraria que Belo Horizonte recebeu da Unesco - que reconheceu o conjunto arquitetônico da Pampulha como Patrimônio da Humanidade - e diante dos decisivos esforços que a sua administração vem empreendendo para recuperar a qualidade sanitária da Lagoa da Pampulha que, inclusive, permitirão que ali sejam retomadas as práticas dos esportes náuticos em nossa cidade, esta petição vai ao encontro do futuro que todos nós desejamos para Belo Horizonte.

Como parte da justificativa para esta petição, cabe aqui destacar um breve histórico do remo em nossa cidade, reforçando junto ao Exmo. Sr. Prefeito as melhores intenções destes peticionários. Começamos pela chegada do remo à capital de todos os mineiros, o que ocorreu logo após a inauguração da Lagoa da Pampulha, em 1943. Naquele tempo, clubes particulares ofereciam a seus associados a oportunidade de praticarem um esporte nobre e bastante especializado. Com o rompimento da barragem ocorrido em 1954, a atividade foi interrompida, retornando no início da década de 1960, já no imóvel acima citado. Com a retomada das atividades, o remador Afonso Ligório, um dos pioneiros da prática em Belo Horizonte, se tornou instrutor de remo logo quando a nova sede foi inaugurada, então sob vínculo com a Federação Universitária Mineira de Esportes (Fume).

“Seu Afonso”, como o instrutor passou a ser conhecido e reconhecido pelas centenas de remadores jovens e veteranos, de todas as classes sociais, que frequentaram a escola de remo durante quatro décadas e mesmo após o desinteresse da Fume em permanecer vinculada àquele esporte, também acumulou as funções de administrador da sede e mantenedor dos barcos de madeira que remetem aos passado de uma Lagoa da Pampulha viva e saudável. Durante todos aqueles anos, Seu Afonso conseguiu formar um rico acervo ainda existente no local, mas que se encontra sob eminente risco de deterioração, em decorrência da falta dos cuidados necessários à preservação de um patrimônio tão delicado e importante para a história de Belo Horizonte.

Com a morte de Afonso ocorrida em 1998, todas as funções do histórico remador mineiro foram assumidas pelo filho dele, Augustus Ligório, que, desde a infância, acompanhou o pai e herdou do remador a paixão pelo esporte e os conhecimentos que ele exige.

Enquanto as condições sanitárias da Lagoa permitiram, Augustus manteve o remo na Pampulha, mesmo sem o vínculo com a Fume e sem qualquer aporte financeiro público. Desta forma, por cerca de mais duas décadas, às próprias expensas ele arcou com todos os custos de manutenção e de melhoria do imóvel.

Havendo a necessidade de formalizar o caráter institucional da atividade, o instrutor fundou o Clube de Remo Afonso Ligório (Cralm-MG), que permaneceu em atuação naquele local. De fato, ainda que a prática do remo na Pampulha tenha se tornado inviável em função dos riscos existentes para a saúde dos atletas, havia a necessidade de conservação dos barcos e do próprio imóvel, à qual Augustus se dedicou até que o clube foi despejado, há dois anos.

Atualmente o Cral-MG mantém suas atividades na Lagoa dos Ingleses, na vizinha Nova Lima. Contudo, diante da perspectiva de retomada das práticas náuticas na Pampulha, o que estamos certo ocorrerá graças ao empenho decisivo da sua administração, e diante do doloroso abandono que o acervo de barcos de grande valor existente no antigo endereço vem sofrendo, a restituição do imóvel à sua função original figuraria como uma imensa contribuição da PBH para a qualidade de vida da população, não só de Belo Horizonte, mas também de toda a Região Metropolitana da capital e até de todo o estado de Minas Gerais, que encontraria ali um centro de atividade esportiva e cultural de alto padrão.

O aspecto cultural se explica de maneira bastante simples. Começa pela função de composição do paisagem local que os barcos e os remadores cumpriram durante 70 anos. Além disso, após consultas de viabilidade feitas ao professor Augustus e com base no conhecimento técnico que ele possui sobre o assunto, também apresentamos aqui uma solução bastante proveitosa para que o imóvel se torne mais do que uma referência esportiva. Considerando que na antiga sede do remo ainda estão dezenas de barcos de madeira de alto valor estético e histórico, seria possível ali criar o Museu do Remo Mineiro, que funcionaria em paralelo com a Escola de Remo e com o destacamento da Guarda Municipal, que ora ocupa uma parte do imóvel. Naturalmente, outros detalhamentos técnicos e de viabilidade sobre todos os assuntos serão apresentados em ocasião oportuna pelo próprio professor Augustus, que concorda com os termos aqui apresentados. Para o momento, desejamos apenas a sua aprovação para esta petição e encaminhamento para os trâmites legais, a fim de que a sua decisão se torne um imenso benefício para o esporte e para a cultura belo-horizontina.

Portanto, grato pela atenção dispensada e na expectativa da anuência de V. Exa., abaixo assinamos.

Os peticionários pela Volta da Sede do Remo à Pampulha






Qual a sua opinião?

PELA VOLTA DA SEDE DO REMO À PAMPULHA, para EXMO. SR. MÁRCIO LACERDA, PREFEITO DE BELO HORIZONTE foi criado por: Amigos do Remo.
O atual abaixo-assinado encontra-se alojado no site Petição Publica Brasil que disponibiliza um serviço público gratuito para todos os Brasileiros apoiarem as causas em que acreditam e criarem abaixos-assinados online. Caso tenha alguma questão ou sugestão para o autor do Abaixo-Assinado poderá fazê-lo através do seguinte link Contatar Autor
Já Assinaram
98 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine o Abaixo-Assinado.

Outros Abaixo-Assinados que podem interessar