Petição Pública Brasil Logotipo
Ver Abaixo-Assinado Razões para assinar. O que dizem outros assinantes.
A opinião e razões dos signatários do Abaixo-Assinado: Fim da violência contra médicos e profissionais da saúde - Projeto de Lei n° 6749 de 2016, para EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA DOS DEPUTADOS – DEPUTADO FEDERAL ARTHUR CESAR PEREIRA DE LIRA

Nome Comentário
Valentim F. Justo e Relevante
Helaine . Sofri ameaças de estupro, ameaças de homicídio com tortura e ameaças de difamação e perseguição durante plantões e consultório. Considero me uma sobrevivente. Até quando escapar com vida? Não vou desistir de.minha profissão que lutei muito, sacrifique minha família e juventude.
Angela O. Absolutamente pertinente esse abaixo- assinado. Eu própria, anos atrás, durante plantão no Grajau- SP, e grávida de 8 meses, já fui agredida fisicamente por um homem portando com um cano de escape de automóvel. Por sorte consegui me defender empurrando a mesa de consulta. Não havia nenhum guarda ou policial nesta posto de saúde. É real, é grave e não temos como nos defender! Precisei me afastar do posto de trabalho após esse episódio pelo trauma psiqico e físico sofrido, especialmente estando gestante!
Jaqueline . Colocar câmeras nos locais de atendimento, sem imagem no local do exame, mas com gravação de áudio. Evita até agressão do profissional ao paciente. Pena de reclusão de 3-5 anos.
MARISA M. Mais respeito a nós, médicos!
Luiz . Não a violência
Everardo . Fora violência contra o Médico
Maria S. Não aceito violência de forma alguma
LEDA G. Pelo fim da violencia
Walton G. CRM 13678 PR
Eli S. De acordo com a petição
Giovani M. Pedimos urgência na aprovação. Violência contra médicos é inadmissível!
Leonarda . Fim da violência contra profissionais de saúde
Fátima S. Sou familiar de médico e sei como essas violências acontecem. Muito mais em postos de saúde
WORDNEY C. Sou médico de Palmas. Não sou Maçom.
RICARDO F. Chega do desrespeito ao médico, eu tenho 2 como formação de médico, 2 (duas) residências médicas e ganho pelo estado o piso do funcionalismo público por 30 horas semanais. Nós, médicos, não somos e não representamos o funcionalismo público.
Denise . Já estamos expostos a um vírus mortal fazendo com muito amor ao próximo prejudicando nossa saúde e colocando em risco nossos familiares mais violência é inaceitável
Betânia N. Sou médica e já sofri inúmeras violências verbais de pacientes e de seus acompanhantes.
CARLOS P. Concordo com o abaixo-assinado!
Leide M. Contra a violência na saude

Assinaram o abaixo-assinado
1.963 Pessoas

O seu apoio é muito importante. Apoie esta causa. Assine o Abaixo-Assinado.



Ler texto do Abaixo-Assinado